AMINOÁCIDOS: MELHORANDO A FUNÇÃO CEREBRAL





Alimentos fonte, controle nutricional e sinalização fisiológica integradas ao sistema nervoso central.

O cérebro também requer cuidados nutricionais, principalmente, quando demandamos diariamente atividades exaustivas acerca de seu desempenho e os aminoácidos são excelentes aliados.

Sabe aquele momento que você sente que não consegue mais pensar, de tão cansativo que foi seu dia? Ou quando atividades simples parecem extenuantes?

Assim como o corpo requer uma alimentação balanceada para ter um bom desempenho físico, nosso “HD INTERNO” também precisa de cuidado. O cérebro é um órgão que tem poucas reservas de nutrientes, por isso, é importante se atentar a uma dieta saudável.

Além disso, a vitalidade dos neurônios, o bom humor e a memória afiada vêm da associação de uma variedade de alimentos com ação antioxidante e anti-inflamatória, o que protege o cérebro.


Aminoácidos: alimentos importantes para o cérebro

Desde cedo aprendemos sobre o uso de ômega 3 para aprendizagem e saúde do cognitivo, ouvimos falar sobre alimentos verdes escuros (espinafre, couve, hortelã) para oxigenação, frutas vermelhas como antioxidantes e auxiliares no envelhecimento e memória. Mas, analisando de forma simples, é muito mais fácil do que parece.

Quando se pensa no cérebro e síntese proteica, é importante compreender a importância desse centro de sinalização celular que é dado como o “computador” do ser humano.

Ao investigar efeitos relacionados às dietas pobres em proteínas (ou aminoácidos existentes na síntese), nota-se que a eficiência bioquímica alimentar diminui, gerando ganho ponderal de peso e impactando também no sistema serotoninérgico cerebral.


Alimentos ricos em aminoácidos

Para o bom funcionamento do cérebro, considera-se a ingestão adequada de alguns aminoácidos. Exemplificando, treonina, triptofano e valina são obtidos através de alimentos como:

• Oleaginosas (castanhas, amendoim, nozes e outros), peixes (salmão, atum, sardinha), leites, chocolate, ovos, banana, iogurtes e queijos.


O que mais pode favorecer uma boa saúde cerebral?

Podemos e devemos priorizar alguns alimentos, entretanto o mais importante está em equilibrar a ingestão alimentar de forma colorida e saudável, além da prática de exercícios físicos regulares, qualidade de sono e controle do estresse.


REFERÊNCIAS:

1.mTOR-what does it do? .Hall MN.Transplant Proc. 2008 Dec;40(10 Suppl):S5-8. doi: 10.1016/j.transproceed.2008.10.009.PMID: 19100909

2. miR-155-5p alleviates ethanol-induced myocardial insulin resistance in H9C2 cells via regulating the mTOR signalling pathway. Li Z, Shen D, Meng Y, Xu H, Yuan H, Chen L.Mol Biol Rep. 2020 Dec;47(12):9469-9477. doi:10.1007/s11033-020-05967-6. Epub 2020 Nov 7.PMID: 33159675.

3.Regulation of mTORC1 by Small GTPases in Response to Nutrients. Zhu M, Wang XQ.J Nutr. 2020 May 1;150(5):1004-1011. doi: 10.1093/jn/nxz301.PMID: 31965176.

4.J Nutr Sci Vitaminol (Tokyo),2013.The effects of glycine, L-threonine, and L-cystine supplementation to a 9% casein diet on the conversions of L-tryptophan to nicotinamide and to serotonin in rats,Katsumi Shibata 1 , Shoko Imai , Chifumi Nakata, Tsutomu Fukuwatari .

5.Ryskalin L, Limanaqi F, Frati A, Busceti CL, Fornai F. mTOR-Related Brain Dysfunctions in Neuropsychiatric Disorders. Int J Mol Sci. 2018 Jul 30;19(8):2226. doi: 10.3390/ijms19082226. PMID: 30061532; PMCID: PMC6121884.

6.Lipton JO, Sahin M. The neurology of mTOR. Neuron. 2014 Oct 22;84(2):275-91. doi: 10.1016/j.neuron.2014.09.034. Epub 2014 Oct 22. PMID: 25374355; PMCID: PMC4223653.


Caroline Ayme Fernandes Yoshioka é nutricionista Esportiva-EEFE/USP, mestre em Suplementação-USJT, doutoranda em Esporte-UNICAMP e consultora da Ajinomoto do Brasil no Projeto Vitória.